Serie Centros de Referencia IoT Labs - IBTI - 1200 x 628

IBTI trabalha em plataforma Open Source de Internet das Coisas

Segundo dados da Cisco Annual Internet Report de 2020, a expectativa é que a Internet das Coisas (IoT) movimente cerca de US$ 19 trilhões até 2023. A América Latina será responsável por US$ 860 bilhões, enquanto o Brasil consumirá US$ 352 bilhões.

Assim, o mercado nacional de IoT segue crescendo em uma taxa média de 20% ao ano. Aproveitando esse cenário de crescimento constante e seguindo seu objetivo de trazer inovação para o país, o Instituto Brasília de Tecnologia e Inovação – IBTI, está desenvolvendo uma plataforma IoT exclusiva e, principalmente, adaptável a diversos dispositivos.

Criada com o padrão Open Source, para facilitar sua adoção e disseminação, a plataforma possui capacidade de armazenamento escalonável, suportando de uma pequena operação a uma produção empresarial completa o que resulta em um menor custo para o cliente.

Segundo o coordenador do projeto de desenvolvimento da Plataforma IoT do IBTI, Fábio Buiati, o selo de membro oficial LoRa Alliance que o Instituto possui facilita e vai de encontro com essa estratégia de transformar o local em um centro de referência nacional em Internet das Coisas e facilita a expansão da plataforma, “pois os clientes, fabricantes de dispositivos e os provedores de serviços em nuvem podem implementá-la facilmente e, dessa maneira, expandir seus produtos e soluções de IoT.”

A plataforma possibilita o rastreamento de ativos em tempo real ou o acesso a dados de posicionamento de acordo com a data desejada. Ela também é capacitada com um módulo Analytics, que mantém documentada todas as informações captadas, sendo possível visualizá-las de acordo com a preferência do cliente, seja com painéis, gráficos ou relatórios personalizados.

Quando se trata de IoT, a maior preocupação dos consumidores é a segurança e privacidade. Pensando em como solucionar o desafio, a plataforma IoT armazena os dados a partir de clusters distribuídos que garantem a sua integridade e disponibilidade, além de possuir todos os seus serviços protegidos seguindo os padrões de autenticação Auth2.

Para o desenvolvimento e testagem da sua plataforma, o IBTI, que é um dos Centros de Referência em Internet das Coisas parceiros do IoT Labs, utiliza a Infraestrutura de Rede LoRaWAN® da American Tower (ATC). Com o diferencial da tecnologia de rede ATC, o IBTI consegue aumentar a durabilidade da bateria e diminuir os custos de manutenção e operação das negociações envolvendo a sua plataforma IoT.

A INOVAi foi criada graças à parceria da Universidade Federal de Itajubá – UNIFEI, Prefeitura Municipal, Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Sindicato das Indústrias de Itajubá, Câmara dos Dirigentes Lojistas de Itajubá, Associação Comercial e Empresarial de Itajubá, Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Itajubá.

O IBTI e a Internet das Coisas

O setor de IoT do IBTI é formado por Doutores, Mestres e Especialistas com ampla experiência em diversas áreas, como Tecnologia da Informação, Computação, Análise de Dados e Engenharia de Hardware e Software. O Instituto desenvolve e fornece dispositivos e sensores de hardware, bem como os adquire de empresas que projetam, para customizar de acordo com a necessidade prévia de clientes.

Conheça alguns diferenciais do Instituto de Ciência e Tecnologia que possibilitaram a criação e a diferenciação da plataforma:

  • Diversidade de dispositivos e sensores cadastrados e funcionando na plataforma, permitindo visualização e rápida implementação de qualquer solução de IoT;
  • Equipe de pesquisadores e desenvolvedores de hardware e software que utilizam a tecnologia mais adequada a necessidade do cliente, variando de soluções baseadas em LoRaWAN® e outras tecnologias de rede;
  • Preenchimento da lacuna entre a IoT e a TI tradicional, configuração e execução de infraestruturas de TI para IoT.

Se você é do ecossistema de Brasília e região, e tem interesse em desenvolver projetos de IoT, aproveitar o suporte técnico e a expertise do IBTI, além da tecnologia da Rede ATC LoRaWAN®, acesse ibti.org.br para saber mais!

Compartilhe!

INOVAi

Com vocação tecnológica a INOVAi se torna Centro de Referência em IoT parceiro do IoT Labs

A Associação Itajubense de Inovação e Empreendedorismo – INOVAi é uma entidade criada pela parceria de instituições públicas e privadas para gerir, de forma colaborativa, ações e atividades de inovação e empreendedorismo na cidade.

Agora, a INOVAi integra a iniciativa IoT Labs como Centro de Referência em Internet das Coisas parceiro da plataforma que está viabilizando o acesso de tecnologias de IoT usando a rede neutra LoRaWAN® da American Tower para experimentar, interagir, testar e entender as aplicações fim a fim.

Sob o guarda-chuva da INOVAi estão 12 instituições e centros de pesquisa nas áreas de: energia, microeletrônica, automação, materiais, produção, metrologia, óptica, mecânica fina e eletrônica. Sendo que entre eles está o maior complexo de inovação nas áreas de eletroeletrônica. A Associação também gerencia incubadoras, mais de 100 startups, o parque tecnológico, coworkings e 10 FabLabs. Dentro do ecossistema estão 20 grupos de pesquisa e mais de 2 mil pesquisadores em mestrado e doutorado.

O Parque Científico-tecnológico de Itajubá é constituído de duas fases. A fase I possui uma área de cerca de 40.000 m², localizada na área do Campus da UNIFEI. Atualmente, a área abriga três centros de pesquisa nas áreas científico-tecnológicas de atuação do Parque, o prédio de uma incubadora (INCIT) que temporariamente funciona no prédio central da UNIFEI e o Núcleo de Educação a Distância. Com perspectiva de expansão, o parque prevê a fase II com construção de três prédios que abrigarão o Edifício Administrativo, Condomínio de Empresas e Centro de Manutenção e Apoio. E também a área do Laboratório Nacional de Astrofísica.

Sobre o seu gerenciamento diversos projetos com foco nas cidades inteligentes estão sendo desenvolvidos, destacando-se soluções de monitoramento de água, energia, segurança e rastreamento. 

Localização Estratégica

Localizada no sul de Minas, aos pés da Serra da Mantiqueira, Itajubá está a menos de 300 km das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. O município possui vocação tecnológica com indústrias, startups de inovação, faculdades, uma universidade federal e um parque tecnológico. É também neste campo que se concentra parte da base de emprego e renda da população.

A INOVAi foi criada graças à parceria da Universidade Federal de Itajubá – UNIFEI, Prefeitura Municipal, Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Sindicato das Indústrias de Itajubá, Câmara dos Dirigentes Lojistas de Itajubá, Associação Comercial e Empresarial de Itajubá, Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Itajubá.

Se você é do ecossistema de Itajubá e região, e tem interesse em desenvolver projetos de IoT, aproveitar o suporte técnico e a expertise da INOVAi, além da tecnologia da Rede ATC LoRaWAN®, acesse inovai.org.br para saber mais!

Compartilhe!

Facens

Facens promove formação voltada à economia 4.0

Com formação voltada à economia 4.0 o Centro Universitário Facens, em Sorocaba, integra a iniciativa IoT Labs, promovida pela American Tower. A instituição é mantida pela Associação Cultural de Renovação tecnológica Sorocabana (ACRTS), e oferece à comunidade 14 cursos de graduação em Arquitetura e Urbanismo, Engenharia de Alimentos, Agronômica, Civil, Elétrica, Mecânica, de Computação, Mecatrônica, Química, de Produção, Tecnólogo em Jogos Digitais, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Gestão de TI e também Banco de Dados.

O Facens está capacitando seus alunos, em graduação e pós-graduação, a desenvolverem um ecossistema de soluções para a Internet das Coisas (IoT) e faz uso da Tecnologia de Rede LoRaWAN® ATC em suas instalações.

“A parceria com a American Tower e com a plataforma IoT Labs ajudou a aprimorar e acelerar a expansão no nosso Smart Campus Facens. Trazendo novos parceiros e soluções que estão sendo integrados no nosso Living Lab, criando um portfólio único de soluções para os processos de transformação digital, seja de uma cidade, indústria, agro, saúde, turismo ou mesmo na educação 4.0”, comentou Roberto S. Netto,  Coordenador de Tecnologia do IP Facens.

A instituição trabalha na promoção e no incentivo de pesquisas, estudos e inovação para aprimorar a tecnologia nacional. Para tanto, o Centro Universitário conta com o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento – IP Facens – credenciado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. Com a estrutura, a instituição tem prestado assistência técnica ao comércio e à indústria, com a realização de pesquisas e com a execução de projetos de desenvolvimento em Hardware, Firmware e Software, serviços e capacitação. São mais de 500 parceiros como a Qualcomm, Huawei, Emerson, Flex, ABB, Balluff, JCB, CNH.

O IP Facens é composto por vários centros de pesquisa aplicada e inovação, dentre estes o Smart Campus é um dos grandes diferencias do Centro Universitário. O Living Lab de cidades humanas inteligentes e sustentáveis utiliza o campus acadêmico para implementar estudos reais aplicáveis aos conceitos de Smart Cities. O programa é divido em 9 eixos de atuação, possui atuação multidisciplinar e integração com demais Centros de Inovação para formação de portfólio de soluções para as cidades e complexos de convivência humana, como shoppings centers, condomínios, clubes e outros.

Outro centro de pesquisa que se destaca na Facens é o FabLab, primeiro do tipo no interior do Brasil. O laboratório de fabricação digital pertencente à rede mundial FabLab, criada pelo MIT (EUA) com o objetivo de facilitar a prototipagem de ideias, visando a inovação e invenção. Fazendo parte da rede mundial, a Facens também visa compartilhar o conhecimento, realizando treinamentos, minicursos, palestras e workshops.

Se você é do ecossistema de Sorocaba e região, e tem interesse em desenvolver projetos de IoT, aproveitar o suporte técnico e a expertise do Facens, além da tecnologia da Rede ATC LoRaWAN®, acesse www.facens.br para saber mais!

Compartilhe!

P500

P500 oferece formação continuada para profissionais atuarem na economia 4.0

A P500 Soluções Educacionais integra a iniciativa IoT Labs como um dos 11 Centros de Referência em Internet das Coisas (IoT) no país. A empresa possui um programa ambicioso para formação continuada de profissionais capazes de atuar na economia 4.0, o E2D500. Primeiro projeto educacional digital de amplo alcance no Brasil, com a integração de 500 escolas atuando nas áreas de transformação digital.

O programa surge a partir da percepção sobre o mercado educacional no país nos últimos anos. Com a expansão do ensino superior cresce o número de instituições, mas nem sempre há melhorias na qualidade educacional. Por isso o E2D500 trabalha para desenvolver conhecimento especializado para engenheiros, arquitetos, urbanistas, gestores públicos e privados, desenvolvedores e gestores de soluções da área da saúde e de tecnologia da informação (TI).

O E2D500 oferece cursos de capacitação com certificado profissional em novas áreas de conhecimento como: tecnologia BIM, big data, analytics, inteligência artificial (IA), manufatura aditiva, IoT e blockchain. Áreas fundamentais para novos modelos de negócio nas verticais de energia, agro, cidades inteligentes, robótica e health care (na fusão das engenharias e medicina).

A formação é realizada através de cursos online e em plataformas sociais e interativas que formam a Nuvem de Aprendizado, ou popularmente conhecidas PLC (Personal Learning Cloud). A metodologia de ensino especializado permite aos alunos a capacitação técnica necessária para atuar em novos modelos de negócio e desenvolve competências comportamentais, as soft skills.

São mais de 40 polos educacionais distribuídos entre os estados do Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo. Mas a meta é chegar a 500 polos até 2024. O corpo docente é composto por professores com alto nível de qualidade técnica atuando de maneira inovadora para a educação 4.0.

O propósito da E2D500 é melhorar a educação superior brasileira, em especial, os cursos de graduação das áreas de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo, Gestão Pública, TI e Medicina, com base em uma estratégia focada em potencializar a formação 4.0 em toda a cadeia educacional, desde o Ensino Médio até a educação continuada, passando pelas respectivas graduações a serem impactadas pelas transformações digitais.

Se você tem interesse em desenvolver projetos de IoT, aproveitar o suporte educacional e a expertise da E2D500, além da tecnologia da Rede ATC LoRaWAN, acesse www.e2d500.com.br para saber mais!

Compartilhe!